Quando se vai construir ou reformar, deve-se pensar muito bem o que se quer e como executar. É muito comum as pessoas terem um pedreiro ...

Pequenos erros - grandes incomodações

 

Quando se vai construir ou reformar, deve-se pensar muito bem o que se quer e como executar.

É muito comum as pessoas terem um pedreiro de "confiaça" que diz entender de tudo e confiar a ele a supervisão dos serviços.

Pense que uma construção ou reforma é algo que não deverá ser refeita a curto ou médio prazo. Pense em quanto tempo de tua vida pretendes viver naquele imóvel, qual o tempo de vida útil do imóvel?
A resposta com certeza é de que o imóvel deverá durar pelo menos um longo tempo sem precisar de novas reformas.

Primeiro passo: Contrate profissionais especializados - lembre-se que o barato pode sair muuuuito caro.
Segundo passo: fiscalize. Mesmo que tu nunca tenhas construído ou reformado, o bom senso mostra muita coisa. Questione. Na dúvida busque informações. Observe, compare.


Veja o posta abaixo que está muito interessante.


Erros na reforma

Tem coisas que a gente so aprende fazendo. Fazendo e errando. E como essa foi nossa primeira reforma, já sabíamos que muitas coisas dariam errado e que muitas decisões seriam motivo de arrependimento mais tarde. Nada que faça com que a gente queira quebrar tudo de novo. Mas servem como aprendizado para próximas (será?) reformas. E o mais importante: servem de dica para quem ainda está começando. Então vamos lá: coisas que eu não faria de uma próxima vez!

. . .

1) Chão branco no banheiro

Só fica bom nas revistas, acreditem. Qualquer cabelinho escuro que cai aparece, qualquer pingo d´água vira lama rapidinho, qualquer manchinha deixa tudo com aspecto sujo. Chão branco nunca mais! Aliás, os fabricantes de pisos deveriam ser proibidos de fabricá-los!

Você pode optar por um piso claro com algumas pequenas manchas. Já disfarça um bocado. Colocamos um desses na nossa área de serviço e fica menos pior que o banheiro.


Acreditem, o rejunte desse íso era branco! Ficou assim em menos de um mês de uso!


Já o piso da área de serviço, que não é totalmente branco, disfarça melhor a sujeira.



. . .


2) Tanque pequeno

"Imagina! A gente quase não vai usar o tanque! Podemos optar pelo pequeno mesmo!" Esse foi o meu discurso, quando decidimos que tanque colocar na área. Ocuparia menos espaço, o que é sempre bom, mas o que eu não esperava é que ele me dificultasse tanto a vida. Pode parecer exagero, mas se você escolher colocar um tanque é pequeno na sua casa, pode se preparar para viver enxugando o chão. Sem falar nos baldes que mal cabem dentro dele. Algumas bacias, então...
Aliás, ainda pensamos seriamente em trocá-lo por um tanque maior. Ele é muito mais usado do que eu imaginava e faz falta uma cuba com mais espaço... Se você puder optar, escolhe, no mínimo, um tanque de tamanho médio.


Esse é o nosso tanquinho.


Reparem como o balde mal cabe dentro dele e a bacia fica de fora. Água espalhada no chão, na certa!



. . .


3) Altura dos canos

Esse erro foi falta de experiência mesmo. Confiamos no pedreiro, que calculou mal a altura da saída dos canos. Resultado, todas elas ficaram baixas demais e por consequência, aparentes, pois optamos por não usar armários debaixo das pias. Sem falar nos gastos extras. Os rabichos que compramos eram curtos demais e tivemos que comprar prolongadores para os sifões. Pode? Da próxima vez, pode não!


Aqui precisamos emendar um rabicho no outro, para dar na altura.


Já no banheiro, compramos rabichos mais compridos. Calculamos mal também o centro da pia, por conta disso tivemos que comprar um sifão articulado da Deca. Reparem como o cano sai da parede e faz uma curva para a esquerda.


Aqui a altura do registro da ducha ficou baixa demais. Resultado: ou a mangueira arrasta no chão ou precisa ficar enrolada como vocês veem na foto.



. . .


4) Posição da alavanca do basculante

Sabe quando depois de pronta a coisa você se pergunta: "Putz! Como não pensei nisso?". Pois é, isso aconteceu quando vimos o basculante da cozinha devidamente instalado ao lado do fogão. A alavanca de abrir e fechar a janela ficou colada na parede. Erro de projeto do fornecedor, mas como tivemos zilhões de problemas com essas janelas, esse aí saiu no xixi. O problema fica por conta do acesso à essa alavanca. Com o fogão na frente, ela fica meio distante, meio chato de alcançar. Sem falar que arranha toda a parede, pois ela fica muito grudada no canto. Como você podem ver nas fotos abaixo, tiramos a alavanca, pra trocá-la de lado, mas até hoje não o fizemos. E como nos indispusemos com o fornecedor, nem penso em pedir para que eles venham consertar esse erro. Vou ter que arrumar uma boa furadeira e resolver isso, dia desses.


Vejam como a janela fica bem grudada na parede.



Se olharem com atenção, verão os furinhos na lateral da janela, onde devem entrar os parafusos da alavanca. Tiramos ela dali, porque estava riscando a parede.



Essa é a janela do banheiro, que acabou ficando com a alavanca junto à parede mesmo. Vejam como ela risca o azulejo.

5) Altura da saída de água da ducha errada

Saca o chuveirinho que a gente costuma colocar ao lado do vaso? Pois bem, o pedreiro errou de novo e colocou a saída de água muito baixa. Resultado, tivemos que colocar o chuveirinho o mais alto que pudemos e mesmo assim a mangueira dele fica arrastando no chão.

Então lembrem-se de medir o tamanho da mangueira da sua ducha, antes de definir as alturas dos canos.


Vejam como a mangueira arrasta no chão.


O jeito foi enrolá-la …


6) Cuba de aço inox brilhante

Mea culpa, mea culpa. Namorido e eu havíamos combinado de comprar uma cuba para a pia da cozinha fosca. Mais bonita e com certeza mais fácil de manter limpa. Mas na confusão de compra isso e encomenda aquilo, esqueci-me completamente desse detalhe e me preocupei apenas com o tamanho, que por sinal foi acertadíssimo pra nosso pouco uso, mas grande o suficiente pra conseguir lavar com folga uma travessa maior. Mas voltemos a falha minha, a cuba que chegou era do modelo brilhante e logo na primeira tentativa de mantê-la limpinha, arranhei-a toda. Com o lado mais áspero da esponja, consegui fazer um estrago sem volta. Minha vontade era jogar a cuba fora! Esponja áspera nunca mais e por mais que eu limpe o melhor resultado que consigo vocês veem abaixo.


Vejam, ela está até com uma mancha de copo. Pode?


O lado verdinho da esponja fez o estrago que vocês veem acima e abaixo




7) Lâmpadas demais para espaço de menos

Quando estávamos escolhendo as luminárias da casa, cismei que a área de serviço tinha que ser muito bem iluminada. Isso porque, na casa dos meus pais, a luminária da área fica atrás dos secadores de roupa, que quando estão cheios, tapam quase toda a luminosidade da lâmpada. Eu achei que aconteceria o mesmo lá em casa e insisti no fato de que apenas uma lâmpada de 60W não daria conta da nossa “enooooorme” área de serviço de 3 a 4 m2. Resultado, até hoje a luminária que comporta 2 lâmpadas está com apenas uma e a iluminação da área vai muito bem, obrigada.


Tudo bem que a diferença de preço não era assim um absurdo, mas não dá pena ter uma luminária dessas sendo aproveitada pela metade? Sem falar que fica feio, né?









Lembre-se que arvores crescem.
Entre os vários erros que se vê aqui, gostaria de destacar o assentamento de tijolos.
Erros de construção
Verifique todos os níveis e suas implicações.
Solicite que a concessionária de energia remaneje o poste.