Saiba como renovar os ambientes da sua casa com tecidos de parede Conheça as vantagens desse tipo de revestimento e veja o que cuidar n...

Tecido nas paredes 2

 


Saiba como renovar os ambientes da sua casa com tecidos de parede

Conheça as vantagens desse tipo de revestimento e veja o que cuidar na hora da aplicação

  -  leticia.bernardino@pense.com.br  |  Foto: William Rossoni
William RossoniLona peletizada utilizada em projeto da Arquitetando Ideias com a estampa Beatles
Com diferentes texturas e estampas, os tecidos de parede são uma excelente alternativa para quem quer dar uma renovada na decoração da casa. Esse tipo de revestimento pode dar vida aos cômodos com variadas cores e deixar o seu lar ainda mais aconchegante. Conheça as vantagens e veja um passo a passo completo para a sua aplicação.

Segundo a arquiteta Carla Tortelli, da Arquitetando Ideias, o tecido possui as mesmas vantagens do papel de parede. “Tem diversas possibilidades de estampas e texturas, é confortável e de fácil aplicação – limpa e rápida – e, caso o morador enjoe, é rapidamente removível”, diz. Quanto aos preços, os tecidos se equiparam aos papeis: “A qualidade e a procedência (nacional ou importado) que determinam os valores”, explica a arquiteta. Além disso, devido à suas propriedades, os tecidos absorvem melhor o som e, portanto, a reverberação no ambiente é menor.

Carla diz, ainda, que é possível aplicar tecidos em quaisquer ambientes da casa. “Entretanto, em locais úmidos, é necessário que sejam impermeáveis”, alerta. Alguns, inclusive, já são comprados com resistência à água, mas você também pode impermeabilizá-los em casa com uma solução de cola e água (veja no passo a passo abaixo) para formar uma película protetora.

William RossiniApartamento moderno de um jovem casal onde a Arquitetando Ideias fez o projeto com o tecido de parede.A escolha do produtoPara evitar problemas, Carla recomenda que se use tecidos próprios para decoração. “Se ainda assim você amar um produto e não souber se é possível aplicá-lo na parede, o mais importante é que ele tenha tramas grossas e bem unidas”, orienta. “Uma ótima opção é o linho, pois quase todas as suas variações são indicadas para este fim. Mas cuide para que não seja muito aberto, como a gaze de linho, e nem muito fino, como a cambraia. Um linho entre 220g/m² e 550g/m² é perfeito”, complementa a arquiteta.




Aplicação“Se você busca um resultado perfeito, com o tecido bem esticado e as emendas alinhadas, o ideal é contratar um profissional qualificado”, destaca Carla. No entanto, caso você resolva realizar o procedimento por conta própria, a arquiteta orienta o seguinte passo a passo:

1. Materiais necessários:Cola branca, fita crepe, tesoura, estilete bem afiado (de preferência com lâmina nova), régua de alumínio, pincel largo, rolinho de borracha e espátulas de plástico ou metal. “A maior parte deste material você encontra em lojas de tintas ou ferragens”, garante a arquiteta.

2. Calcule a metragem de tecido:Segundo a profissional, os tecidos têm, na maioria das vezes, 1,40 m de largura. Veja, então, qual será a altura necessária e “quantas larguras” serão precisas. “Lembre-se de deixar, pelo menos, de 50 a 70 cm de folga para cima e para os lados”, ressalta Carla.

3. Prepare a parede:A sua parede precisa estar lisa e limpa. Caso o local esteja com a massa corrida mal nivelada, por exemplo, o tecido evidenciará ainda mais a imperfeição. Caso esteja tudo certo, basta passar um pano úmido na parede.

4. Preparando o tecido:“Estique o tecido no chão limpo e marque com um lápis as alturas que você precisará para cobrir a parede”, orienta Carla. Depois, corte-o. “Para ter certeza de que as emendas irão encaixar certinho, já deixe montadas no chão as faixas de tecidos na posição em que elas devem ser instaladas. Isso vai evitar surpresas.”

5. Instalação:Passe a cola na parede. Lembre-se de diluir o produto na proporção 2/3 de cola para 1/3 de água. Fixe cada faixa de tecido no teto com a fita-crepe, mas deixe uma sobra de uns 10 cm. Comece a colá-las de cima para baixo. “Use a espátula e o rolinho para remover as bolhas e esticá-las melhor”, orienta Carla. “Caso você não queira passar a cola em toda a altura de uma vez só, vá passando por faixas horizontais e colando na sequência. Deste modo, você realiza o trabalho com mais calma, evitando que a cola seque”, sugere. Ao partir para a segunda faixa de tecido, cuide em acertar perfeitamente os desenhos.

6. Finalização:Depois de instalado todo o tecido, deixe a cola secar antes de remover as sobras laterais. Assim que a cola secar, com o auxílio da régua de alumínio, remova as sobras com o estilete de cima para baixo. Cuide para utilizar a lâmina da forma mais paralela possível à parede, quase “de pé”.

Pronto! Aplicação finalizada. E não se assuste se o tecido apresentar algumas manchas mais escuras. Nesses espaços a cola pode estar úmida ainda e levar alguns dias para secar completamente.

Durabilidade“Um tecido adequado, bem instalado e impermeabilizado pode durar muitos anos. Mais até do que uma pintura, por exemplo”, garante Carla. Para conservá-lo, é preciso fazer uma limpeza de forma delicada com aspirador de pó uma vez por semana. Já manchas e líquidos derramados podem ser limpos com pano úmido e sabão neutro. “Nunca use produtos abrasivos”, salienta a arquiteta.
Fonte: PENSE IMÓVEIS